A Violência causa milhares de Inválidos e prejuízo aos cofres públicos

by

Algumas pessoas não entendem que a violência causa milhares de inválidos e prejuízo aos cofres públicos, isso acontece porque os indivíduos que poderiam estar trabalhando tornam-se inválidos ou vêem a óbito. Para entender mais sobre os problemas causados pela violência no trânsito e as suas soluções, acompanhe o artigo!

A Violência causa milhares de Inválidos e prejuízo aos cofres públicos

A Violência causa milhares de Inválidos e prejuízo aos cofres públicos

Violência no Trânsito

Um problema que vem sendo muito recorrente na sociedade brasileira é a violência no trânsito, tornou-se cada vez mais comum ouvir notícias sobre acidentes com veículos, os maiores causadores deste fato são a imprudência no volante, o uso de bebidas alcoólicas e do telefone celular.

É muito importante manter a atenção enquanto dirige, principalmente em rodovias e locais onde o tráfego de veículos é maior. Segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o quarto país das Américas com maior número de mortes no trânsito.

Entre 1998 e 2015 cerca de 662.219 pessoas morreram por conta de algum acidente relacionado com veículos, os motociclistas são as maiores vítimas, com aproximadamente 12 mil mortes neste período de 17 anos. E os números só tende a crescer, ainda segundo a OMS são 47 mil óbitos e 400 mil vítimas com sequelas.

Fonte: OMS/Site Folha de São Paulo.


Gastos com a Violência no Trânsito

Ainda não é de total conhecimento da população que existem grandes gastos com a violência no trânsito, gastos estes que são pagos pelos cofres públicos. Envolvendo o pagamento do seguro DPVAT, concerto de vias e áreas municipais que possam ter sidos prejudicadas.

Os cálculos feitos desde a criação do Código Brasileiro de Trânsito, cerca de 20 anos atrás, mostram uma perda de R$720 bilhões, dinheiro que poderia ser investido em áreas prejudicadas do país, trazendo mais crescimento e desenvolvimento para o Brasil.

Medidas preventivas

Embora o governo adote medidas preventivas para a diminuição das estatísticas, como: a Lei seca, uso obrigatório de cadeirinha para bebês e crianças, blitz policial, uso obrigatório do cinto de segurança para motorista e passageiros, e etc. Não são todas as pessoas que cumprem com as determinações.

O não cumprimento destas medidas implica em multas e penalidades ao motorista, uma multa por dirigir embriagado, por exemplo, pode chegar a custar mais de R$2.900. Ainda assim, os acidentes e a violência no trânsito tem como principais influências o uso de bebida alcoólica e a embriaguez.


O que o DPVAT e Como Funciona?

O Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT) é administrado pela Seguradora Líder, designada pelo Governo Federal.

Este é um seguro de caráter social que indeniza vítimas de acidentes de trânsito, sem apuração de culpa, seja motorista, passageiro ou pedestre. O DPVAT oferece coberturas para três naturezas de danos: morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e hospitalares (DAMS).

O pagamento da indenização é feito em conta corrente ou poupança da vítima ou de seus beneficiários, em até 30 dias após a apresentação da documentação necessária. O valor da indenização do DPVAT de :

  • R$ 13.500 no caso de morte;
  • até R$ 13.500 nos casos de invalidez permanente, variando conforme o grau da invalidez;
  • até R$ 2.700 em reembolso de despesas médicas e hospitalares comprovadas.

Os recursos do Seguro DPVAT são financiados pelos proprietários de veículos, por meio de pagamento anual. O vencimento ocorre junto com o IPVA, sem parcelamento. A guia de recolhimento deve ser retirada no site do seguro obrigatório e paga em qualquer agência bancária. O valor depende do tipo de veículo.

Do total arrecadado, 45% são repassados ao Ministério da Saúde (SUS), para custeio do atendimento médico-hospitalar às vítimas de acidentes de trânsito. 5% são repassados ao Ministério das Cidades (DENATRAN), para aplicação em programas destinados à prevenção de acidentes de trânsito.

Os demais 50% são voltados para o pagamento das indenizações e reservas. Para solicitar a indenização basta conferir a lista de documentos apresentadas neste link oficial, e procurar um ponto do DPVAT que seja mais próximo de você.

A seguradora responsável não indica a contratação de terceiros para a realização deste processo, eles informam que a solicitação é bem simples e as dúvidas podem ser esclarecidas em uma agência dos Correios, ou pelo SAC: 0800 022 12 04, deficientes auditivos e de fala devem ligar: 0800 022 12 06.

Avalie este conteúdo!

Avaliação média: 5
Total de Votos: 2

A Violência causa milhares de Inválidos e prejuízo aos cofres públicos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *